Sobre

sobre_header

Outro Tempo, José Afonso é um Projeto de autor de José Pedro Gil e de Emanuel de Andrade, com orquestração deste último, interpretado por um Ensemble Orquestral composto por um Quarteto de Cordas e Piano, a que se junta o instrumento Voz.

O trabalho plasmado neste disco é fruto antes de mais da constatação da existência de um sentimento identitário comum a todos os intervenientes em torno da música e da poesia de José Afonso. Dessa constatação, surgiu a ideia e a vontade dos autores e intérpretes deste disco de porem os seus talentos e diferentes conhecimentos musicais ao serviço da arte de José Afonso, interpretando-a, experimentando-a e redescobrindo-a à ‘luz’ de uma sonoridade mais clássica e menos ortodoxa, se se pensar nos instrumentos para os quais essa arte foi pensada e originariamente executada, ou habitualmente ouvida noutras interpretações.

Escolher as músicas de entre um reportório tão rico, diversificado e cativante como é o de José Afonso, chegando a uma seleção que pudesse representá-lo e homenageá-lo, seria sempre um processo subjectivo e necessariamente redutor. Foram escolhidas canções que representassem as várias ver-tentes e linguagens da obra como o Fado, a Canção Popular, o Surrealismo, ou simplesmente a Poesia posta em canção, e que sob novas roupagens deixassem à “vista” a matriz musical que lhes dá força há várias décadas.

Os contributos que Mônica Salmaso (Voz) e Teco Cardoso (Flauta Transversal), nomes maiores da atual música brasileira, quiseram dar a este projeto, são mais uma demonstração que José Afonso é ainda hoje um vetor de comunicabilidade, não só no tempo, mas também no espaço, entre as várias culturas de língua portuguesa.

A ironia por detrás de Outro Tempo, José Afonso, é o facto de ser interpretado por músicos que não são em bom rigor contemporâneos de José Afonso, mas que sublinham a atualidade e plasticidade da sua música, filhos da madrugada que José Afonso deu e continua a dar à música e à cultura portuguesa.

Quase 30 anos depois da sua morte, é revelador do génio, da força e da influência de José Afonso, que a sua arte continue a embalar velhas e a despertar novas gerações, portuguesas e não só, perpetuando-se e regenerando-se, sem que se apague a chama que continua a dar vida a noites (e dias) inteiros.

– Gonçalo Felgueiras e Sousa

Ensemble

José Pedro Gil

Licenciou-se em Comunicação Social em 1995, ano em que fundou o atelier 3H. Dedica uma parte importante do seu trabalho à construção de marcas e ao seu envolvimento com o público, sobretudo através da arte. Começou a estudar música aos 11 anos e terminou o curso de guitarra no Conservatório Nacional de Lisboa. Trabalhou na produção de vários projectos artísticos com personalidades como: Bernardo Sassetti, Vasco Pearce de Azevedo, Pedro Jóia, Maria João, Carminho, Ney Matogrosso, entre outros.

Jose_Pedro_Gil

Emanuel de Andrade

Autor, compositor e pianista. Iniciou os estudos musicais em 1983 no Instituto Gregoriano de Lisboa onde concluiu o Curso de Formacão Musical e Composição. Estudou composição na ESML com Constança Capdeville e posteriormente no Hot Club de Portugal frequentou a classe de piano de Bernardo Sassetti. Trabalhou com músicos como: Sérgio Godinho, Maria João, Vasco Pearce de Azevedo, Janita Salomé, Sara Tavares, entre outros. Realizou várias produções, compondo e arranjando, com especial relevo para os projectos “Doce Gotinha” e “Terra Prometida”.

Emanuel_de_Andrade
Ana_Cristina_Fernandes_Pereira

Ingressou aos doze anos na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, na Classe de Violino. Selecionada para a Academia Nacional Superior de Orquestra, licenciou-se em 2007. Nesse ano venceu a modalidade de Música de Câmara (Nível Superior), como 1.º violino do Quarteto Artzen. Mais recentemente, foi vencedora do Prémio Internacional Jovens Violinistas 2011 A Herança de Paganini. Tocou em diversas orquestras: Sinfonieta do Porto, Sinfonieta de Lisboa, Orquestra Académica Metropolitana, Orquestra de Ópera Portuguesa, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Remix Essemble e Orquestra Metropolitana de Lisboa. Atua regularmente como concertino da Orquestra Sinfonieta de Lisboa e é membro fundador da camerata de cordas Alma Mater. Ocupa o lugar de Concertino da Orquestra Metropolitana de Lisboa e faz parte do corpo docente das Escolas da Metropolitana.

Ana_Filipa_Serrao_1

Iniciou os seus estudos musicais aos 6 anos e aos 13 anos iniciou o estudo de violino.  Tocou em diversas orquestras, como a Sinfonieta de Lisboa, a Orquestra Sinfónica da Escola Profissional de Artes da Beira Interior e a Orquestra Metropolitana de Lisboa. Em 2007 foi laureada com o 1º prémio pelo concurso Prémio Jovens Músicos na modalidade de música de câmara, nivel superior, como 2º violino do quarteto Artzen. Licenciou-se no curso de Instrumentista de Orquestra na  Academia Nacional Superior de Orquestra em Lisboa, na classe de violino. É membro fundador da Camerata de Cordas Alma Mater. Faz parte do corpo docente da Orquestra Geração e do Conservatório Regional de Palmela.

Joana_Cipriano

Iniciou os seus estudos musicais aos seis anos. Em 2004 terminou o curso de Instrumento na Escola Profissional de Artes da Beira Interior. Paralelamente recebeu formação em viola d´arco. É violetista e membro fundador da Camerata Alma Mater e do Quarteto ArtZen. Foi laureada no Prémio Jovens Músicos 2007 com o primeiro lugar, na categoria de música de câmara nível superior, com o Quarteto ArtZen. Completou a licenciatura e o Mestrado em Violino na ESML na classe do Professor António Anjos e da Professora Alexandra Mendes, música de câmara das professoras Irene Lima e Olga Prats.  Como violetista colabora com a Orquestra Sinfonieta de Lisboa, Ensemble 20/21, Orchestrutopica, Camerata Viana da Mota e Remix Ensemble. Desenvolve a sua actividade pedagógica na Escola de Música do Conservatório Nacional e no Conservatório Metropolitano de Lisboa. É membro da Orquestra Metropolitana de Lisboa.

Nuno_Abreu

Iniciou os seus estudos musicais em 1988 na Fundação Musical dos Amigos das Crianças. Em 2005, finalizou a licenciatura em violoncello na Academia Nacional Superior de Orquestra. Integrou a Orquestra Académica Metropolitana, a Orquestra Sinfónica da Northwestern University, a Civic Orchestra of Chicago e a Orquestra de Câmara Portuguesa. Venceu o Prémio Northshore Competition e o Prémio Jovens Músicos na modalidade de Música de Câmara, nível superior.  Em 2007 concluiu o Mestrado em Performance na Northwestern University School of Music. Actualmente é Doutorando na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova, frequentando o curso de Artes Musicais, área de Interpretação Artística. Lecciona no Instituto Gregoriano de Lisboa e na Escola Profissional da Metropolitana. A partir de 2016 irá ocupar o lugar de Primeiro Violoncelo na Orquestra Metropolitana de Lisboa.

Share on FacebookTweet about this on TwitterGoogle+